Universidade Tecnológica Federal do Paraná, 5 a 8 de novembro de 2007

Textos das comunicações


Apresentação

O Programa de Pós-Graduação em Tecnologia – PPGTE, da Universidade Tecnológica Federal do Paraná – UTFPR, propõe, por meio do II Simpósio Nacional de Tecnologia e Sociedade, a ampliação e o aprofundamento dos debates multidisciplinares sobre as relações entre ciência, tecnologia e sociedade.

O intuito é dar continuidade às discussões e reflexões que já se faziam presentes na edição anterior, de 2005, da qual sucesso e abrangência tornaram-se evidentes, tanto pela qualidade dos trabalhos apresentados, como pela participação de importantes pesquisadores do cenário nacional, e ainda, de alunos e representantes de comunidades científicas e tecnológicas de várias regiões do país.

O II Simpósio Nacional de Tecnologia e Sociedade vem confirmar a necessidade de se compreender a tecnologia sob seus múltiplos aspectos, como as dimensões política, econômica e social, através de abordagens práticas e teóricas, percebidas na dinâmica das interações sociais e na construção dos valores culturais.

A rapidez dos avanços tecnológicos e os diversos caminhos da globalização têm provocado mudanças nos processos produtivos, nas formas de consumo, de comunicação, nos processos educacionais, nos sistemas de ensino e de aprendizagem, afetando o meio ambiente e todos os segmentos sociais. Torna-se urgente, portanto, um amplo debate sobre essas transformações da sociedade, considerando as assimetrias de poder e as contradições do sistema, buscando o respeito à diversidade cultural. É de extrema relevância pesquisar como as inovações tecnológicas são/estão inseridas na vida das pessoas, nas suas experiências cotidianas, na maneira de agir e interagir, no modo de aprender e de significar o mundo.

Nesse sentido, a interdisciplinaridade constitui-se estratégia fundamental para a formação de cidadãos que desejam modificar e recompor suas realidades, ensejando a compreensão dos diferentes contextos e cenários, de conseqüências e significados diversos, num diálogo entre o passado e o presente. É, por conseguinte, na intersecção dos vários campos do saber, na pluralidade dos olhares sobre a ciência e sobre a tecnologia, bem como no reconhecimento do outro, que se pretende discutir as bases para um melhor exercício da cidadania, a saber, os processos de inclusão e as políticas de desenvolvimento social.

Objetivos

O objetivo geral do Simpósio é fomentar, na comunidade acadêmica nacional, uma reflexão interdisciplinar sobre as relações e interações entre a ciência, a tecnologia e a sociedade. Esse debate busca romper com o determinismo tecnológico, evidenciando as múltiplas faces da tecnologia na sociedade.

Entre os objetivos específicos destacam-se:

  1. Incrementar e manter o intercâmbio entre os professores e os alunos dos Programas de Mestrado em Ciência,Tecnologia e Sociedade;
  2. Compreender as relações cotidianas dos agentes da produção e aplicação do conhecimento científico e tecnológico com seus contextos social, político, econômico e cultural;
  3. Possibilitar uma ampla discussão sobre as transformações tecnológicas que visam à inclusão social;
  4. Discutir as questões éticas e estéticas da tecnologia presente na produção, na mídia, na arte, na economia, no meio ambiente e nas formas de representação dos processos de formação e práticas docentes.

Sobre o PPGTE

Todos objetivos do II Simpósio Nacional de Tecnologia e Sociedade fazem parte da política do PPGTE, consoante às políticas da UTFPR, e vêm se consolidando cada vez mais nas três linhas de pesquisa do programa: Tecnologia e Trabalho, Tecnologia e Interação e Tecnologia e Desenvolvimento. O Programa de Pós-Graduação em Tecnologia/PPGTE iniciou suas atividades em agosto de 1995, completando 12 anos de funcionamento em 2007.Originalmente articulado em duas áreas de concentração, Educação Tecnológica e Inovação Tecnológica, o PPGTE sofreu em 1999 uma importante reformulação, implantada no ano 2000, quando se resgatou a experiência inicial, redefiniram-se os objetivos, foram extintas as áreas de concentração e foram reduzidas as Linhas de Pesquisa para as três atuais, Tecnologia e Trabalho, Tecnologia e Interação e Tecnologia e Desenvolvimento.A reestruturação curricular, combinada com o amadurecimento dos grupos de pesquisa, desenvolvimento de projetos interdisciplinares, intensa participação discente, qualidade do corpo docente, crescimento da produção científica e consolidação do perfil interdisciplinar do Programa, proporcionou uma melhoria na avaliação do Programa pela CAPES, da nota 3 no biênio, 1999-2000, para a nota 4 no triênio 2001-2003.

Linhas de Pesquisa

TECNOLOGIA E TRABALHO (TT)

Tecnologia e Trabalho representam atividades autônomas e interdependentes, fundamentais para a compreensão e construção do processo de produção e organização da sociedade. Trabalhar, criar e aprender faz parte das várias dimensões da vida social. Trabalho e educação, em sua permanente dialética, são fontes de produção, acumulação e transformação do conhecimento teórico-prático, necessárias ao indivíduo no seu relacionamento com o ambiente natural e social, relacionamento este, indispensável à conquista de uma cidadania plena. As relações que vinculam trabalho, tecnologia, cultura e educação não se restringem às preocupações com a sua simples adequação à produção. Não se trata, portanto, da habitual integração escola-empresa, mas de uma visão atenta e crítica ao mundo do trabalho e às transformações tecnológicas. Essa visão implica uma abordagem que considere a tecnologia, não como fenômeno autônomo e determinante, mas como fruto da atividade humana, logo, inserida num contexto histórico, cultural, social, econômico e político.

TECNOLOGIA E INTERAÇÃO (TI)

Os trabalhos desenvolvidos em Tecnologia & Interação buscam compreender as interações entre tecnologia e sociedade. O conceito de interação remete às implicações da tecnologia na intermediação de atividades e valores humanos. Nesse enfoque, a tecnologia tanto transforma sociedades, como é por estas transformada, seja na arte, no design, no projeto e no uso dos artefatos, no ensino, nas mídias (imprensa, TV, web), no cotidiano. A linha organiza-se, atualmente, em dois grupos de pesquisa, o Design, Arte e Cultura (DArC) e o Tecnologias para Aprendizagem Humana e Organizacional (TAHO).

TECNOLOGIA E DESENVOLVIMENTO (TD)

Nesta linha, objetiva-se, através de métodos de análise e diagnóstico, avaliar o impacto da tecnologia e dos novos padrões de atividades de trabalho na sociedade e no meio ambiente. Procura-se investigar, desde a ergonomia do ambiente de trabalho e o design do produto, até a organização, projeto e desenvolvimento do produto final, além das possibilidades de se reduzirem os impactos negativos ao homem e ao meio, como parte da procura de uma maior racionalidade no uso da tecnologia.


Sobre o Simpósio